Posts Recentes!

personal chef

Personal chef: Conheça essa profissão

A área da gastronomia vem sendo cada vez mais valorizada e isso leva à criação de novas profissões dentro desse nicho. Personal chef é uma das atividades que podem ser prestadas pelos trabalhadores da área, que oferecem refeições personalizadas aos clientes!

Os cuidados com a alimentação têm sido cada vez mais relevantes e com isso mais pessoas buscam se alimentar melhor e de forma equilibrada. Essa é uma das missões do chefe personalizado, que ainda oferece outros tipos de serviços! Continue lendo e confira quais são eles.

personal chef

Veja como é o curso e a carreira de gastronomia.

 O que faz um personal chef?

Esse tipo de profissional da gastronomia se dedica à realização de refeições personalizadas para os seus clientes. Dessa maneira, diferentemente de um restaurante em que há um cardápio ou pratos disponibilizados de forma generalizada, a refeição é feita para cumprir com o desejo exato do consumidor.

Ainda, outro ponto interessante relativo ao trabalho desse profissional gastronômico é que ele não presta serviços a partir do seu estabelecimento. Nesse caso, o trabalho é deslocado para o espaço do próprio cliente.

O trabalho do personal chef, assim, realmente leva em consideração o objetivo do cliente ao contratá-lo. Por exemplo, pode ser para um jantar intimista com amigos ou, ainda, para refeições personalizadas em um evento ou empresa.

Ele não se atém à produção dos alimentos que serão servidos, mas a todo o desenvolvimento do cardápio e até mesmo a organização e limpeza da cozinha e dos materiais utilizados para servir os convidados.

Como são os serviços de um personal chef?

Existem diversas nuances que tornam o trabalho desse tipo de profissional da cozinha ainda mais interessante. Primeiramente, o fato de que ele presta serviços no próprio local disponibilizado pelo cliente, e não em um restaurante ou espaço que lhe pertença.

Ao profissional, então, é permitido trabalhar sem que para isso mantenha um espaço próprio ou um cardápio pré-fixado.

Em segundo lugar, o tipo de refeição proporcionada é ao mesmo tempo personalizada e também intimista. Assim, ele proporciona momentos diferenciados em que o cliente aponta para o caminho que deseja seguir em relação ao cardápio.

Há liberdade por parte do cliente de desenvolver junto ao personal chef o cardápio. Dessa forma, podem ser apontadas restrições alimentares, cuidados especiais e vetados ou eleitos pratos de acordo com a preferência do consumidor.

personal chef

O cliente, nesse caso, possui uma relação mais próxima ao cozinheiro. A ele é dada a liberdade de acompanhar o preparo dos alimentos ou de interpelar o chef durante o serviço para a retirada de dúvidas ou instruções adicionais.

Além da personalização do cardápio, outro ponto que é interessante é que o profissional pode se valer dos materiais de cozinha que o cliente possui no espaço ofertado. Por outro lado, ele também pode levar equipamentos próprios que facilitem no preparo dos pratos.

Também, a compra dos ingredientes geralmente fica por conta do personal chef. O pagamento, é claro, fica por conta do cliente, contudo a escolha dos produtos é de responsabilidade do profissional da cozinha que assume o dever de apresentar um bom prato feito a partir de bons alimentos.

Em quais tipos de situações um personal chef pode ser requerido?

São inúmeros os cenários em que um profissional personalizado de cozinha profissional pode ser necessário. Eles vão desde eventos particulares e íntimos na residência do cliente com amigos e família até eventos empresariais que requerem maiores cuidados ou personalização.

Ainda, situações que envolvam restrições alimentares como alergias a glúten, lactose e outros alimentos também indicam como uma boa opção a contratação desse tipo de chef.

Igualmente, é comum que eles sejam contratados para desenvolver e acompanhar o cardápio de casamentos e outros tipos de eventos sociais, mesmo quando o número de convidados se mostra superior.

Qual a formação desse tipo de chef?

Não existe um curso determinado para que uma pessoa possa trabalhar na condição de personal chef. Apesar disso, existem inúmeras opções no mercado, como cursos superiores ou técnicos de gastronomia.

Além disso, cabe ressaltar que não há obrigatoriedade de formação na área. Obviamente que o diploma irá enriquecer o currículo do chef de cozinha personalizado e ajudar na obtenção de clientes. Entretanto, ele não é uma exigência.

Aliás, não raro nos deparamos com pessoas com extremo conhecimento prático na cozinha que sequer possuem formação na área. Portanto, quem pretende se tornar um personal chef pode optar pelo caminho da realização de cursos ou apenas contar com a experiência.

Falando em conhecimento prático, outro ponto em comum entre os mais conhecidos personal chefs do Brasil é o fato de terem prestado serviços previamente a restaurantes espalhados pelo país.

Essas atividades que têm se tornado cada vez mais comuns são, portanto, uma oportunidade para quem deseja viver de gastronomia no Brasil. O serviço personalizado tende a atrair cada vez mais clientes pela possibilidade de que todos os pratos saiam de acordo com o que o consumidor tinha em mente.

Conhece o Vai de Bolsa?

O Vai de Bolsa é um portal de Educação com foco em ajudar você a encontrar as melhores bolsas de estudo de graduação, pós-graduação e ensino técnico. Além do nosso Buscador de Bolsas, disponibilizamos conteúdo exclusivo todas as semanas, como e-books, podcasts, artigos e outros materiais úteis para quem está estudando para Enem e Vestibulares de todo o Brasil.